Mais de tudo....um pouco.

16
Nov 07
Super interessante...

Vinha eu a caminho do trabalho e estava a ouvir uma rádio muito conceituada (Antena 3) quando mandam um pouquinho daquilo que é a nossa história e que achei que devia partilhar convosco.

Aqui vai.....

A expressão “rés-vés Campo de Ourique” remonta a 1755 quando o terramoto assolou Lisboa tendo destruído a cidade até à zona de Campo de Ourique, que ficou intacta. A partir daí o ditado generalizou-se.
publicado por Zam às 08:56
sinto-me: Mais sabedor....

10
Nov 07
A Google lançou um novo motor de busca que cria poupança de energia de cada vês que iniciamos o nosso Web Brouser.

Contribuam, e vejam os watts que já se poupou.

Para verem vão a: http://www.blackle.com/
publicado por Zam às 09:38
sinto-me: Happy for contributing
música: World
tags:

Aqui coloco algumas fotos da nossa viajem à ilha da Madeira. De resto basta-me dizer que valeu bem a pena por duas razões, paisagens maravilhosas e porque revimos a nossa grande amiga Anabela, à qual deixo o maior abraço do mundo.


Após levantar voo do aeroporto de Lisboa a vista já começa e ser bela.


A minha "mais que tudo" e eu na extremidade Este da ilha. Mais parece um postal.


O que é mais típico também é para ser visto e apreciado.


Os três estarolas. Amizade que dura, dura, dura, dura.....


Horas antes de embarcarmos, a despedida da Madeira foi dura e claro está, sem vontade nenhuma de partir.


E foi assim, sentados naquele banquinho, que nos despedimos da Ilha da Madeira.
Quem diria que a vista era esta?? Faz bem justiça ao nome "Ponta do Sol".
publicado por Zam às 08:55
sinto-me: Happy
tags:

09
Nov 07
Mais uma boa surpresa no que respeita à restauração.

Acolhedor desde que lá entramos até que saímos.

A decoração é de estremo bom gosto para o tipo de restaurante que se quer apresentar. Indo buscar artigos dos anos 80, relembrando, para muitos, a sua infância e/ou os tempos áureos de Portugal. O espelho na parede principal dá uma dimensão ao restaurante que evita qualquer sensação de aperto ou claustrofobia.

A dimensão das mesas e o espaço que é garantido para o cliente é outra garantia de um perfeito jantar pois não existe qualquer intrusão no nosso espaço.

O serviço é de uma excelência que apenas no norte existe. Atenciosos, e profissionais, sabedores do que estão a sugerir aos clientes, os empregados de mesa são tudo aquilo que se pode desejar, isto porque apesar da excelência atrás mencionada, nunca temos o sentimento de perseguição e intrusão que existe noutros restaurantes, o que nos deixa bastante à vontade para um jantar mais intimo e/ou profissional.

A comida, aí a comida.......Um autêntico gourmet . Os produtos confeccionados são de uma frescura impressionante e deixam qualquer um encantado. A confecção é feita, com toda a certeza, com um enorme carinho e dedicação. Desde as entradas ao prato aconselho a açorda) à sobremesa típica e exclusiva da casa um repasto do mais nobre possível e digno que qualquer preço. E é de preço que agora vos falo pois nada mais gratificante do que terminar uma refeição deste calibre e pagar a módica quantia de cerca de 20 euros por pessoa.

Aqui fica a morada e outros dados que acho relevantes para a vossa visita a este exemplo de restaurante. Podem também encontrar, como é habitual, o link para o site do Gião na barra lateral do Blog do Zam .

Rua Brito e Cunha, 640
4450-084 Matosinhos
Tel. 229 363 084
Mail : reservas@restaurantegiao.pt
Website : www.restaurantegiao.pt
publicado por Zam às 16:55
sinto-me: Bastante agradado

Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO