Mais de tudo....um pouco.

13
Mai 07

 

Desde alguns anos que ouço o Markl , desde o homem que mordeu o cão.

 

Quero aqui deixar a minha maior simpatia pelo trabalho que ele tem vindo a desenvolver e pela forma como o tem desenvolvido. A sátira dele é, na minha opinião, das melhores e mais conseguidas em todo o país.

 

Parabéns por tudo.

 

Quem quiser, veja os links para o blog dele e para a rádio para o poder ouvir todas as manhãs na secção de links .

publicado por Zam às 13:57
sinto-me: entretido
música: Dogs die in hot cars
tags:

06
Mai 07

Rainha de Portugal, a primeira rainha que por si só governou e empunhou o ceptro, por não haver príncipe varão, e não existir em Portugal a lei sálica, que afastava as mulheres do governo do estado. 

 

N. em Lisboa a 17 de Dezembro de 1734, fal. no Rio de Janeiro em 20 de Março de 1816. Era filha do rei D. José I, e de sua mulher, a rainha D. Mariana Vitória. 

Tinha o título de princesa do Brasil, que conservou até à sua aclamação. 0 monarca não tendo senão filhas, e perdendo a esperança de ter um filho varão, entendeu que sua filha primogénita devia casar com um príncipe português, visto ser ela a herdeira do trono, e escolheu para genro seu irmão D. Pedro, apesar da grande diferença das idades do tio e da sobrinha, porque D. Pedro tinha 43 anos, e a princesa 26. 0 casamento realizou-se no paço da Ajuda a 6 de Junho de 1760. No entretanto a princesa afeiçoou-se a seu marido, sendo ambos muito amigos, e daquele consórcio houve três filhos: o príncipe D. José, que faleceu muito novo, D. João, mais tarde D. João VI, e a infanta D. Mariana Vitória, que casou com o infante de Espanha D. Gabriel. Tanto a princesa D. Maria, como seu marido, o príncipe D. Pedro, não simpatizavam com o marquês de Pombal; sendo profundamente devotos encaram com terror e certa repugnância as audaciosos reformas do ministro do rei D. José; o marquês via também que no seu reinado não poderia gozar da mesma preponderância que exercia, e por isso pensou naturalmente em evitar esse perigo.

publicado por Zam às 18:12
sinto-me: sábio

Ontem, no aniversário de um grande amigo (Roberto) fomos celebrar para o Restaurante-Bar Speakeasy .

 

O jantar foi bom null . A comida, bem confeccionada e o atendimento profissional pelo que me pareceu o chefe de sala. Os nomes dos pratos têm nomes de artistas e por isso nota 5 pois inova de alguma forma, embora não sejam pratos de autor achei que no global estava tudo muito bom.

 

Especial atenção para a mudança de ambiente aquando da entrada da banda Ferro e Fogo para o pequeno mas funcional palco. Uma total surpresa pois nunca os tinha ouvido e simplesmente sabem comunicar com o publico, tocar e cantar.

 

Muitos parabéns a tudo e a todos.

 

Vejam os links para o Speakeasy e para os Ferro e Fogo na lista dos meus links.

publicado por Zam às 14:30
sinto-me: Contente

05
Mai 07

Vejam bem....

 

Raptos acontecem às centenas todos os dias...

 

Crianças são mal tratadas por pessoas às quais não dizem nada.

 

O medo de uma criança numa situação destas é simplesmente indescritível e certamente assustador.

 

Se me permitem expressar a minha opinião, acho que todos sabemos que por este mundo fora existem pessoas mal intencionadas e capazes de cometer qualquer tipo de crime em qualquer pais. Não é por ser em Portugal ou na China ou até mesmo em Inglaterra que uma situação destas não acontece, porque, como sabemos, pode acontecer em qualquer país independentemente do grau de civilização.

 

Agora deixar três crianças daquela idade sozinhas em casa...o que procuram!!!Que estupidez é esta??? Onde tinham os pais da Madeleine a cabeça para fazer um coisa destas? Têm serviço de Baby-sitting no resort...usem-no. Não têm cabeça para educar três crianças....falem com a assistência social...

 

Mas culpar a policia portuguesa por negligência ...por amor de Deus olhem para quem fez a asneira, vejam quem realmente é culpado. Certamente que não será a policia portuguesa que, sem margem para duvida estará a fazer um bom trabalho para tentar recuperar a criança de 3 anos que os ignorantes dos pais deixaram em casa a cuidar dos irmão mais novos. Totalmente surrealista... como se fosse uma criança de 20 anos a cuidar dos irmão de 10...

 

Peço desculpa mas considero que os pais não têm condições para educar três crianças. Esta é a minha conclusão sobre tudo isto.

 

Em relação à Madeleine , espero do fundo do coração que a encontrem rápido e que ela esteja bem.

 

 

 

publicado por Zam às 13:40
música: o silêncio é melhor que tudo nest altura.
sinto-me: com raiva
tags:

Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
23
24

29
30
31


subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO